Comunicação Oral

25/03/2021 - 16:30 - 18:00
CC52 - Eixo 5 - COVID (2)

35379 - NA PANDEMIA, GUERRA DE NARRATIVAS ANULA PLANEJAMENTO E PARALISA GESTÃO NO MINISTÉRIO DA SAÚDE
ANDREA PENNA - IMS


Resumo
A "guerra" de narrativas, a mentira, omissão ou manipulação da informação chegaram ao seu ápice durante a pandemia e levaram Estados Unidos, Brasil e India, onde suas lideranças negaram o coronavirus aos mais altos índices de infecção e óbitos.
Esse estudo procura analisar essa disputa de narrativas, as politicas, planejamento e gestão do ministério da saúde e do Governo na pandemia ate os dias atuais, o contraponto protagonizado pela OMS, meios de comunicacao ao e instituições brasileiras e internacionais. Essa guerra de narrativa promoveu a anulação de um Planejamento e gerou a paralisia da Gestão no Ministério da Saúde.
O estudo a seguir analisa a disputa de narrativa dentro do Governo Brasileiro; entre órgãos oficiais federais e organismos internacionais de saúde (OMS e OPAS); entre órgãos oficiais federais e governos estaduais e municipais; entre órgãos oficiais federais e organismos da sociedade civil (Conselho Federal de Medicina, Fiocruz, Abrasco, Associação Médica Brasileira, Universidades Federais e outras); entre órgãos oficiais federais e veículos de comunicação, entre o governo federal e o periódico The Lancet, durante o período compreendido entre março e 5 de outubro de 2020, da pandemia provocada pelo coronavirus.


Introdução
A disputa de narrativa deve ter sido inventada quando os seres humanos criaram a linguagem. A mentira, omissão ou manipulação da informação, usadas para conquistar ou manter o poder, são recursos largamente empregados na história da humanidade, e podem ter sido usados desde os tempos da pintura rupestre em cavernas. Há inúmeros casos em diversas épocas descritos e estudados, e dentre os mais emblemáticos, os julgamentos de Giordano Bruno e Galileu Galilei nos séculos XVI e XVII, como armas de afirmação de poder do Vaticano, e a política de persuasão nazista no século XX, desenvolvida por Joseph Goebbels.
A disputa de narrativa, com uso da mentira, omissão ou manipulação da informação nos dias atuais, no entanto, alcança bilhões de pessoas em todo o planeta pelo fácil acesso à internet e aos meios de comunicação em geral. E chegou ao ápice no mundo, com a pandemia. Liderado pelo presidente Donald Trump, seguido pelo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro e autoridades indianas, essas lideranças protagonizaram o negacionismo frente à Covid-19, e seus países amargam os priores índices de infecção e óbitos causados pelo coronavirus.

Objetivos
O objetivo geral dessa pesquisa é elencar, catalogar e analisar as políticas, planejamento e gestão do Governo Federal e Ministério da Saúde durante o período entre março e 5 de outubro de 2020 frente à pandemia. Dentre os objetivos específicos, analisar a disputa de narrativa, uso da mentira, omissão ou manipulação da informação que envolveram: a recomendação ou rejeição do isolamento social, do uso de máscara e da cloroquina como tratamento para a Covid-19, e a origem do coronavírus.


Metodologia
Este estudo elencou, catalogou e analisou - no período compreendido entre março e 5 de outubro de 2020 - os pronunciamentos oficias e nas redes sociais proferidos pelo presidente da república, Jair Bolsonaro, as notas oficiais e pronunciamentos do Ministério da Saúde, as notas oficiais e pronunciamentos de organismos internacionais de saúde (OMS e OPAS), as notas oficiais e pronunciamentos de governos estaduais e municipais, as notas oficiais de instituições, universidades e entidades, as matérias e artigos publicadas em veículos de comunicação, o editorial da revista The Lancet em 7 de maio de 2020.


Resultados e Discussão
O processo de pandemia ainda está em curso, mas com os dados colhidos é possível perceber que o fato de o Brasil ser, no panorama da Covid-19, o primeiro nas mortes/milhão entre as 10 maiores populações do mundo, e o segundo em números de óbitos , atras apenas dos EUA, deve-se ao conjunto de politicas do Governo Federal. Dentre essas políticas relacionamos: o negacionismo defendido pelo presidente da República Jair Bolsonaro em relação à pandemia, a disputa de narrativa dentro do governo que provocou a saída de dois médicos ministros, a acefalia do Ministério da Saúde por quase 4 meses, a efetivação nesse cargo de ministro de um general alheio às políticas de saúde, as politicas implantadas mas condenadas por órgãos de saúde internacionais como OMS e OPAS e por instituições científicas, a falta de diretrizes claras e ações resolutivas, a falta de uma politica coordenada junto a governos estaduais e municípios, o desmonte da saúde básica e o fim do programa Mais Médicos, o desmonte da politica de saúde indígena e sua proteção frente à Covid bem como povos ribeirinhos e quilombolas.
Embora os dados do SUS ainda estão abertos nessa pandemia, o Sistema Único de Saúde mostrou-se sólido,

Conclusões / Considerações finais
Diversas instituições, universidades e cientistas renomados no país tem se desdobrado na divulgação - seja pelos veículos de comunicacao tradicionais seja pelas várias possibilidades nas redes sociais - de informações corretas sobre a pandemia, nas recomendações de prevenção e de tratamento da Covid-19 baseadas tem estudos científicos, no combate às informações falsas e à manipulação de informações. Esse contraponto ao governo federal tem sido fundamental na proteção da população. Essas mesmas instituições, universidades e cientistas renomados tem reafirmado a importância do SUS nesse período, e alertado para seu o urgente fortalecimento para dar suporte à população ainda na fase pandêmica e em eventos futuros.


Referências
G1 - O laboratório chinês apontado pelos EUA como local de origem do novo coronavírus - Acessado em 5 de outubro de 2020 em https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/05/06/o-laboratorio-chines-apontado-pelos-eua-como-local-de-origem-do-novo-coronavirus.ghtml
- O Globo - Entidades denunciarão governo por "apagão de dados" sobre pandemia - Acessado em 5 de outubro de 2020 em https://noticias.uol.com.br/colunas/jamil-chade/2020/10/05/entidades-denunciarao-governo-por-apagao-de-dados-sobre-pandemia.htm?cmpid=copiaecola
UOL - Sb Bolsonaro, fundação do Itamaraty vira palco de fake news sobre Covid-19 - Acessado em 5 de outubro de 2020 em https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2020/10/05/funag-seminarios-pandemia-itamaraty.htm?cmpid=copiaecola.

Trabalhos Aprovados

Veja as orientações sobre a apresentação dos trabalhos.

SAIBA MAIS
Programação Científica

Consulte a programação completa das palestras e cursos disponíveis.

SAIBA MAIS
Informações Importantes

Informe-se!
Veja as últimas notícias!

SAIBA MAIS