Sessão Assíncrona

23/03/2021 - 09:00 - 18:00
SA62 - Eixo 7 - SAÚDE DO TRABALHADOR E FORMAÇÃO TÉCNICA E DOCENTE EM SAÚDE (TODOS OS DIAS)

35079 - FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE DOCENTES NA FIOCRUZ: EM BUSCA DE UM MODELO COM NOVOS PADRÕES DE ENSINO-APRENDIZAGEM PARA AS ESCOLAS DE SAÚDE
TÂNIA CELESTE MATOS NUNES - FIOCRUZ, TEREZINHA DE LISIEUX QUESADO FAGUNDES - ISC/ UFBA, CRISTINA GUILAN - FIOCRUZ, GUSTAVO FIGUEIREDO - NUTES, UFRJ, YANSY DELGADO - NUTES/UFRJ, ELIANA CLAUDIA RIBEIRO - UFRJ, VERA KODJAOGLANIAN - LAIS/UFRN, ÂNGELA RIBEIRO - FIOCRUZ, DANIELLE SANTOS - FIOCRUZ, ALEX BICCA - FIOCRUZ, JOSE REINALDO MARTÍNEZ-FERNÁNDEZ - UAB


Resumo
A Formação Pedagógica de Docentes na Fiocruz: em busca de um modelo com novos padrões de ensino-aprendizagem para as Escolas de Saúde faz parte do projeto de pesquisa da Fiocruz e Universidade Autônoma de Barcelona, visando constituir um modelo pedagógico docente em saúde. Busca aprimorar os Cursos Lato Sensu através de práticas pedagógicas consoantes com novos padrões de ensino e aprendizagem. O curso de aperfeiçoamento baseia-se em pesquisas quantitativas e qualitativas envolvendo professores e estudantes da Fiocruz. São três eixos temáticos (Aprendizagem Significativa, Sociologia da Educação e Padrões de Aprendizagem); e quatro movimentos: O primeiro é sobre Metodologias Ativas, seguido do Ciclo Internacional de Debates Interdisciplinares com a contribuição das Ciências Humanas e Sociais para a formação Docente em Saúde oferecido para participantes do curso piloto e para o público das Escolas de Saúde e Universidades nacionais e internacionais. O terceiro movimento é sobre Padrões de Aprendizagem e o quarto e último será sobre Avaliação, nele será discutido uma modelo de Curso de Especialização a ser apresentado na Oficina de Compartilhamento com Redes de Ensino Técnico e de Saúde Pública, posteriormente. Carga horária de 180 horas, síncronas e assíncronas, via Plataforma ZOOM, Google Classroom e Campus Virtual da Fiocruz, entre agosto de 2020/fevereiro 2021.

Introdução
A ideia de um Programa de Formação Pedagógica de Docentes não é nova na Fiocruz. Há grande número de docentes com reconhecida expertise na área da saúde e com demandas por formação pedagógica. Há necessidade de superar a visão tradicional da docência limitada à transmissão de conhecimentos e de buscar atualização permanente quanto à prática pedagógica face às novas necessidades e formas de aprender do estudante / profissional contemporaneamente, acentuada particularmente com os desafios diante da COVID 19. A indissociabilidade do ensino e pesquisa na formação de pesquisadores e de profissionais para a saúde é uma marca histórica na educação na Fiocruz, desde as suas origens. Tais características se reforçam na diversidade de públicos-alvo, conteúdos e modalidades de ensino, variedades de itinerários formativos e curriculares, bem como, na multidisciplinaridade dos conteúdos. Há indicação da necessária atualização permanente dos docentes inseridos nos diversos processos educativos de forma crítica face as características da vida social contemporânea, que impõem a busca de novos caminhos para o binômio ensinar / aprender.

Objetivos
Objetivo geral é produzir conhecimentos sobre formação pedagógica em saúde e construir uma proposta para docentes da Fiocruz, consoante com novos padrões de aprendizagem da sociedade contemporânea e disponibilizar para Redes de Escolas de Saúde. Especificamente, contribuir na melhoraria qualitativa dos Cursos Lato Sensu da Fiocruz. Formar docentes da saúde referenciada em três eixos temáticos (Padrões de Aprendizagem e Educação de Qualidade, Aprendizagem Significativa e Sociologia da Educação)

Metodologia
O projeto inclui as etapas: Planejamento inicial com Oficinas na Universidade Autônoma e uma Oficina de Consenso na Fiocruz. Produção de conhecimento sobre padrões de aprendizagem com aplicação de questionários fechados e realização de grupos focais aos docentes e estudantes. Realização do Curso Piloto em quatro movimentos formativos: metodologias ativas e aprendizagem significativa; debates internacionais interdisciplinares da contribuição das ciências sociais e humanas na formação docente em saúde (abertos às escolas de saúde e universidades nacionais e internacionais); padrões de aprendizagem na educação pela metodologia PAFIU/UAB. O quarto movimento de avaliação final debate as abordagens metodológicas anteriores e discute proposta para especialização na Oficina de Compartilhamento com representantes das Redes de Ensino Técnico e de Saúde Pública. Carga horária total de 180 horas, síncronas e assíncronas, via Plataforma ZOOM, Google Classroom e Campus Virtual da Fiocruz, Youtube.

Resultados e Discussão
O curso piloto foi iniciado em agosto de 2020 com 30 docentes/ alunos, escolhidos pelas Unidades da Fiocruz engajados no ensino lato sensu. Na etapa das metodologias ativas o grupo foi dividido em duas turmas de 15 participantes mediados por dois professores com momentos de síntese das duas turmas juntas. O trabalho assíncrono relaciona diretamente a interação metodológica e conteúdo dos momentos síncronos. Articula-se os achados dos grupos focais com análises, métodos e técnicas pedagógicas apontadas como necessárias. O programa anterior era presencial e alterações foram introduzidas ressignificando conteúdos educacionais emergentes do contexto do COVID 19, conceitos contemporâneos sobre conectividade e formas mediadoras educacionais. Esse curso piloto é um laboratório ancorado na conjuntura da pandemia provocando revisões processuais no trabalho docente. Os ajustes dominam e influenciam as práticas de todos nesse momento. Baseado na Oficina de Consensos de 2019 são organizados seminários internacionais interdisciplinares. Os dados da pesquisa quantitativa coordenada pela UAB serão estatisticamente tratados no Movimento relativo aos Padrões de Aprendizagem, em fevereiro de 2021.



Conclusões / Considerações finais
É possível compreender a importância dessa atividade de um curso de aperfeiçoamento que pretende oferecer uma formação docente substantiva, tomando os elementos que integram os eixos temáticos do projeto como fonte de identificação de conteúdos relacionados à formação docente, identificados e problematizados nos grupos focais em 2019. Observa-se que o caminho escolhido de relacionar uma oferta educativa ancorada em uma pesquisa com atores da formação (docentes e estudantes) apresenta uma convergência para caminhos de aperfeiçoamento da qualidade educativa nas instituições que são objeto da ação e atuação desse projeto. Espera-se ao seu final, realizar uma avaliação rigorosa e sistemática dos achados do projeto, com a elaboração da proposta do curso de especialização e tendo as Escolas das Redes de Ensino como parceiras desse compartilhamento.



Referências
NOVOA, A.Universidade e formação docente. Interface - Comunicação, Saúde, Educação.No.7. 2000.P.129-138. MARTÍNEZ-FERNÁNDEZ, JR & VERMUNT, JD. (2015). A cross-cultural analysis on the patterns of learning and academic performance of Spanish and Latin-American undergraduates. Studies in Higher Education, 40(2), 278-295. CURY, CJ. Educação e contradição: elementos metodológicos para uma teoria crítica do fenômeno educativo. Cortez, São Paulo, 1985. Lima VV. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem: desafios da inovação. In: Lima VV e Padilha RQ (org).Série Processos Educacionais na Saúde vol1 - Reflexões e inovações na Educação de Profissionais de Saúde.Rio de Janeiro: Atheneu, 2018(p.57-71). NUNES, T.; PAIVA, C.; FILHO, N.; Rev. Trabalho Educação e Saúde.18(1) Suppl.1(02.03.2020).Acesso 30.09.2020.https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=1981-774620200004&lng=pt

Trabalhos Aprovados

Veja as orientações sobre a apresentação dos trabalhos.

SAIBA MAIS
Programação Científica

Consulte a programação completa das palestras e cursos disponíveis.

SAIBA MAIS
Informações Importantes

Informe-se!
Veja as últimas notícias!

SAIBA MAIS