Sessão Assíncrona

23/03/2021 - 09:00 - 18:00
SA62 - Eixo 7 - SAÚDE DO TRABALHADOR E FORMAÇÃO TÉCNICA E DOCENTE EM SAÚDE (TODOS OS DIAS)

34901 - PROJETO CUIDAR DE QUEM CUIDA
BRUNA DE ANDRADE MARTINS - SESA-ES, ROBERTA GOLTARA COELHO - SESA-ES, CAROLINA MARCONDES REZENDE SANCHES - SESA-ES


Resumo
Cuidar dos trabalhadores que se encontram na linha de frente no enfrentamento da pandemia se coloca como uma exigência na agenda pública. Estes profissionais lidam cotidianamente com a morte e tomam decisões difícieis, aspectos que por si já podem levar ao adoecimento, para além desafios estruturais do SUS. Essa situação é ainda mais adoecedora no contexto da COVID-19 que levou a uma exigência maior desses profissionais. Com esse horizonte, o Projeto Cuidar de Quem Cuida foi pensado e desenvolvido como uma alternativa de cuidado para que os trabalhadores estaduais do SUS não adoeçam física e emocionalmente neste cenário absolutamente adverso à vida humana.

Introdução
O Projeto “Cuidar de Quem Cuida”, consistiu em uma ação estratégica de caráter emergencial e excepcional, proposta pela Superintendência Regional de Saúde de Vitória (SRSV), que teve como finalidade ofertar aos trabalhadores do SUS uma alternativa de cuidado neste contexto de emergência em saúde pública que vivenciamos.

O projeto foi executado durante a vigência da Portaria estadual nº 038-R de 19 de março de 2020 que apresentou diversas estratégias de reorganização da rede de atenção com vistas à concentrar forças no enfrentamento da pandemia. Dentre estas esteve a suspensão parcial e temporárias das consultas e exames ambulatoriais especializados eletivos, o que possibilitou disponibilizar servidores para atuar em outras ações de saúde sem comprometimento a sua carga horária contratual.

Foi ofertado atendimento remoto em psicologia, presencial em psiquiatria, homeopatia e acupuntura, realizou monitoramento e orientação à servidores sintomáticos, bem como desenvolveu ações de teleeducação. Os atendimentos foram por livre demanda e destinados a todos trabalhadores estaduais que atuam no SUS tanto na área administrativa como assistencial, independente do tipo de vínculo de trabalho.


Objetivos
Ofertar assistência multiprofissional presencial e remota aos servidores da Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (SESA) frente à pandemia de COVID-19 como forma de prevenir o adoecimento biopsicossocial desses trabalhadores. Realizar ações de tele-educação sobre a temática das Práticas Integrativas e Complementares do SUS (PICs).

Metodologia
A principal estratégia foi o uso da telessaúde nas modalidades teleconsultoria, teleeducação e teleconsulta, conforme sistematização de Caetano et. al. (2020), sendo também ofertados alguns atendimentos presenciais.

O acesso ao Projeto era por livre demanda. Para tanto, foram disponibilizados e amplamente divulgados números de telefone através dos quais os servidores poderiam fazer contato para solicitar atendimento. Ao ligar, o servidor passava por um acolhimento e cadastro inicial pela equipe da recepção e em seguida era transferido para a telemedicina, através da qual um médico avaliava sinais e sintomas gripais. Caso estivesse assintomático, o servidor seria liberado para os atendimentos presenciais. Se a demanda fosse para psicologia, após o cadastro inicial o servidor era redirecionado para o profissional de plantão que realizaria a teleconsulta.

O acesso também ocorreu por busca ativa a servidores afastados com suspeita de síndrome respiratória ou que testaram positivo para COVID-19.

Resultados e Discussão
O projeto teve duração de 3 meses e foram realizados 225 atendimentos, sendo a maior procura por acupuntura (72,13%). Quanto ao perfil dos servidores atendidos, a maioria é do sexo feminino (84,93%), da cor parda (40,82%), residentes nos municípios de Vila Velha (33,33%) e Vitória (28%), com vínculo estatutário (45,33%) e Contrato por Tempo Determinado (33,33%).

A maior procura foi de servidores que atuam em funções administrativas (58,33%), tais como assistente administrativo, telefonista, digitador, dentre outros. Servidores que estão diretamente na assistência ao paciente, como técnico de enfermagem, farmacêutico e assistente social tiveram menor procura.

Foi realizado um ciclo de webpalestras sobre Práticas Integrativas e Complementares do SUS (PICs). Estas foram ministradas através da modalidade de tele-educação e abordaram as modalidade de Acupuntura, Aurículoterapia, Do-in, Reiki, Tai Chi Chuan, Meditação, Yoga e Arte terapia.

Outro resultado importante foi a elaboração de instrumentos técnicos específicos para o Projeto, a saber: Protocolo de Avaliação da Telemedicina; Procedimento Operacional Padrão para equipe da higienização; Fast-Track para triagem de enfermagem.

Conclusões / Considerações finais
Ressignificar rotinas e práticas de trabalho foi o principal desafio. Os cuidados e limitações exigidos pelo cenário de risco de infecção exigiram a apreensão de tecnologias que não faziam parte do cotidiano da equipe, como os recursos da telessaúde, mas também imprimiram nos profissionais que atuam na assistência direta ao paciente a necessidade de adquirir ou atualizar conhecimentos sobre biossegurança, comorbidades e fatores de risco, bem como sobre o novo coronavírus.

O uso da telessaúde se mostrou como potente instrumento de promoção à saúde neste contexto. A disponibilização de infraestrutura adequada (tecnologia e equipamentos) e a capacitação dos trabalhadores para a operacionalização se monstrou como fundamental para conferir segurança à equipe que não estava habituada com o atendimento remoto.

O projeto foi finalizado com o retorno das consultas e exames eletivos, contudo as metodologias desenvolvidas foram incorporadas à retomada das atividades assistenciais de rotina.

Referências
CAETANO, Rosângela et al . Desafios e oportunidades para telessaúde em tempos da pandemia pela COVID-19: uma reflexão sobre os espaços e iniciativas no contexto brasileiro. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro , v. 36, n. 5, 2020. Disponível em https://doi.org/10.1590/0102-311x00088920.

Trabalhos Aprovados

Veja as orientações sobre a apresentação dos trabalhos.

SAIBA MAIS
Programação Científica

Consulte a programação completa das palestras e cursos disponíveis.

SAIBA MAIS
Informações Importantes

Informe-se!
Veja as últimas notícias!

SAIBA MAIS