Comunicação Oral

25/03/2021 - 16:30 - 18:00
CC50 - Eixo 7 - Educação e planejamento em saúde

34856 - CICLO DE ENCONTROS COM O USO DE NOVAS TECNOLOGIAS DIGITAIS PARA EDUCAÇÃO EM SAÚDE EM TEMPOS DE COVID-19
JOAO AGOSTINHO NETO - UFC, BRUNA MARIA OSTERNO MOURÃO - UFC, GEOVANA HOLANDA LIMA - UFC, ANTÔNIO LUCAS DELERINO - UFC, PAULO JEFFERSON P. BARRETO - UFC, AMANDA CAVALCANTE FROTA - UFC, CARMEM EMMANUELY LEITÃO ARAÚJO - UFC


Resumo
Diante do cenário de pandemia, as diversas comunidades têm se mantido interligadas no compartilhamento de experiências por meio de múltiplos canais de comunicação. Neste cenário, as instituições de ensino têm atuado no intuito de contribuir para a melhoria da qualidade da gestão pública e da qualidade de vida nas cidades, associando elementos científicos a políticos. O objetivo do trabalho é relatar a experiência na realização de um ciclo de encontros com uso de novas tecnologias digitais para educação em saúde em tempos de COVID-19. Trata-se de um relato de experiência a partir do projeto “encontros com temáticas propositivas a uma reflexão crítica no contexto de pandemia”, que aconteceu entre os meses de março a junho de 2020, por meio da parceria entre o Observatório de Políticas Públicas em Saúde - OPP Saúde e o Núcleo de Tecnologias e Educação a Distância - NUTEDS, em consonância com as decisões e atividades do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus da FAMED/UFC. Foram realizados 08 encontros que abordaram temáticas propositivas perpassando o campo teórico das políticas públicas durante a pandemia, até os cenários de organização do território, dos seus sistemas e serviços de saúde, e sobre as experiências exitosas no enfrentamento da pandemia. A experiencia indica para a consolidação de um canal democrático de construção e debate frente aos desafios da política de saúde.

Introdução
Diante do cenário de pandemia da COVID-19 anunciado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), os países foram tomados pela disseminação de um vírus com elevado poder de disseminação, exigindo colaboração entre diversas instituições e comunidades no compartilhamento de experiências exitosas através dos múltiplos canais de comunicação. 1 Neste cenário, as ferramentas de comunicação têm desempenhado um papel fundamental na divulgação das informações e problematização das medidas e ações do poder público. No Brasil, os observatórios possuem experiências no controle social, no intuito de contribuir para a melhoria da qualidade da gestão pública e da qualidade de vida nas cidades, associando elementos técnicos a políticos 2. O Observatório de Políticas Públicas em Saúde (OPP-Saúde) da UFC tem o papel de gerar reflexões se abordar questões contemporâneas fundamentais para a compreensão dos potenciais e limites de políticas e sistemas de saúde no Brasil e na América - Latina. No atual contexto, o OPP Saúde esteve implicado na realização de encontros com temáticas propositivas a uma reflexão crítica no contexto da pandemia, especialmente no âmbito do estado do Ceará.

Objetivos
Relatar a experiência do Observatório de Políticas Públicas em Saúde em parceria com o Núcleo de Tecnologias e Educação a Distância na realização de um ciclo de encontros com o uso de novas tecnologias digitais para educação em saúde em tempos de COVID-19, em consonância com as ações do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará.

Metodologia
Trata-se de um relato de experiência a partir do projeto “encontros com temáticas propositivas a uma reflexão crítica no contexto de pandemia por COVID-19” que aconteceu entre os meses de março a junho de 2020 através de parceria entre o OPP Saúde NUTEDS. Para sistematização do relato, foram realizadas as visualizações dos encontros gravados através do canal oficial do NUTEDS. O conteúdo sistematizado foi explorado e confrontado com as informações dos relatórios e das principais produções sobre a atual pandemia. Este trabalho não fere nenhum dos critérios da ética em pesquisa do Conselho Nacional de saúde por se tratar de um relato de experiência produzido a partir de informações do próprio observatório e das informações públicas disponibilizadas no youtube, não sendo divulgados por tanto, nenhuma informação que viole a dignidade e a imagem do público acolhido no processo.

Resultados e Discussão
Os encontros temáticos reuniram diferentes setores da sociedade, com efetiva participação, em torno de 60 a 75 pessoas por encontro. Os encontros situavam a comunidade a partir do entendimento sobre o papel das políticas públicas, em especial na área da saúde frente, perpassando a compreensão cultural e espacial dos territórios, em especial sobre o distanciamento social nas cidades. Os outros temas abordados foram: “o panorama brasileiro e cearense da atenção hospitalar”; “planos de retorno na pandemia: informações, decisões e efeitos”; “estratégias de promoção e proteção da saúde para a universidade e para o trabalho”; “Estratégia Saúde da Família frente à pandemia”; “Agentes comunitários no Ceará”. Criou-se reflexões acerca do papel do poder público e serviços de saúde na ampliação da capacidade do sistema, criando referência para o manejo da doença, auxílio epidemiológico na vigilância e medidas de controle. Em especial, considerou-se o papel da Atenção Primária em Saúde. Discutiu-se as medidas e consequências de medidas governamentais no estado, considerando o contexto nacional e mundial 3 .

Conclusões / Considerações finais
O uso de tecnologias e ferramentas digitais que permitem a comunicação à distância tem sido um importante instrumento para disseminação e diálogo referentes às principais temáticas que envolvem os agentes públicos a participação social 3. Os oito encontros temáticos abordaram temáticas propositivas, relacionadas às questões mais latentes no momento, que perpassaram o campo teórico da compreensão das políticas públicas durante a pandemia, até os cenários de organização do território, dos seus sistemas e serviços de saúde, e sobre as experiências exitosas no enfrentamento da pandemia. Atingimos um público de diversos espaços e regiões do Brasil e mais especificamente do estado do Ceará, de acordo as informações dos encontros gravados na plataforma do NUTEDS. Isso reforça a necessidade das universidades manterem um canal democrático de construção de debate e participação relacionados às problemáticas social e saúde, envolvendo a universidade, a sociedade e o poder público.

Referências
1 OMS, Organização Mundial de Saúde. Declaração sobre a segunda reunião do Comitê de Emergência do Regulamento Sanitário Internacional sobre novo coronavírus. Disponível em Acesso em mar 2020.
2 SCHOMMER, P. C.; MORAES, R. L. Observatórios sociais como promotores de controle social e accountability: reflexões a partir da experiência do observatório social de Itajaí. Revista Eletrônica de Gestão Organizacional, Recife, v. 8, n. 3, p. 298-326, 2010.
3 SAMEER EL KHATIB, Ahmed. Aulas por Videoconferência: Uma solução para o distanciamento social provocado pela COVID-19 ou um grande problema? Disponível em < https://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=3614176> Acesso em setem de 2020.
4 FARIAS L.A.B.G.; COLARES, M.P.; BARRETOTI, F.K.A.; CAVALCANTI, L.P.G. O papel da atenção primária no combate ao Covid-19: impacto na saúde pública e perspectivas futuras. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2020;15(42):2455.

Trabalhos Aprovados

Veja as orientações sobre a apresentação dos trabalhos.

SAIBA MAIS
Programação Científica

Consulte a programação completa das palestras e cursos disponíveis.

SAIBA MAIS
Informações Importantes

Informe-se!
Veja as últimas notícias!

SAIBA MAIS